quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

PAPEL DO HOMEM COMO MARIDO
Como um excelente marido o homem cristão deve desempenhar seu papel conforme a instrução bíblica,fazendo assim terá sucesso na vida familiar,espiritual e material;pois a obediência agrada ao Senhor.
*SER CABEÇA COMO CRISTO - Efésios 5:23,25.
Certamente essa é a tarefa mais difícil de ser cumprida pelo marido cristão, pois ser comparado a Cristo requer de nós muita responsabilidade. Ser cabeça da esposa como Cristo é da igreja significa ser o líder do lar como Cristo é da igreja, e Ele se sacrificou pela igreja demonstrando sua justiça e amor. É Preciso exercer um tipo de liderança que tenha como base o amor e a justiça de Deus, ainda que seja necessário algum sacrifício. O marido deve cuidar de sua esposa como Cristo cuida da igreja, suprindo suas necessidades, provendo o que ela necessita, deseja e gosta. Os maridos, devem desenvolver esse tipo de amor que Cristo tem por sua igreja, o amor ágape, incondicional, ativo, que se auto-sacrifica quando necessário. Certamente são incapazes de atingir o nível que o Senhor Jesus atingiu em sua perfeição, mas devem amar sua esposa desse modo, tão elevado, e oportunidades não faltarão. Uma relação no amor assim só pode ser desenvolvida com o passar do tempo, no cotidiano, na vida prática e não só de palavras, pois o amor de Cristo é um amor prático, verdadeiro. O que adianta dizer “eu te amo” e não demonstrar isso na prática?
*VIDA SEXUAL FRUTÍFERA - Gênesis 2:23,24; Pv 5:18; Ec 9:9; Mc 10:8.
Ter uma esposa é uma dádiva, é alcançar a benevolência de Deus (Pv 18:22). Adão ficou feliz quando viu Eva “esta afinal...”. Uma só carne significa a união física do casal, mas não é só isso, representa a união no lar a partir do casal, e o marido precisa desempenhar seu papel de líder cristão para que essa união se realize de um modo real. Existem casais que vivem uma desunião total, e acredito que na maioria dos casos essa desunião tem origem na cama, ou seja, numa vida sexual infrutífera. Quando não há satisfação de ambas as partes, surgirá um sentimento muito forte de frustração, desamor. O marido cristão deve encarar como sua obrigação, e uma fonte de prazer, fazer sua esposa feliz, inclusive na questão sexual, e não apenas pensar em si mesmo, como quem "exige seus direitos" egoisticamente, e pasme, isso existe! Sabemos que o homem é diferente da mulher em seus sentimentos e emoções, a mulher gosta de receber carinho e ouvir palavras de amor, enquanto que os homens por natureza são mais diretos, objetivos, às vezes parecem  até meio insensíveis. O marido deve trabalhar um ambiente familiar que propicie o amor, e isso não é feito minutos antes, mas deve ser criado no transcorrer do (s) dia (s). É preciso tomar cuidado para não se confundir sexo com amor, são duas coisas distintas que se complementam no casamento. É como um jardim que cuidamos, regamos, adubamos, retiramos as ervas daninhas, para que possa florescer e tornar-se um lugar agradável e prazeroso. O marido deve ser cavalheiro, educado, bondoso para com sua esposa, isso é demonstração de amor (1 Pe 3:7). Assim o casamento será renovado e solidificado através de um relacionamento verdadeiro, como janelas que são abertas para trocar o ar da casa depois de um período fechada. Essa esposa jamais se sentirá um "objeto", se sentirá amada, valorizada por seu esposo. E esse esposo não se sentirá desvalorizado ou incapaz, mas será feliz por ter realizado plenamente seu papel.
Deus abençoe seu casamento!
ADRIANA RODRIGUES VITORINO
Encontro de Casais, 10/06/2017- Rio de Janeiro chegou a sua vez.
Rua Visconde de Inhauma, 95 - Centro, Rio de Janeiro - RJ,
021-2121-1212 Procure Carol
Imperdível não fique de fora, início 9h café da manhã, abertura do congresso as 10:30h com Palestra e dinâmica, 12:30h maravilhoso buffet, retorno às 14:30h palestras é dinâmica, 17:30h coffee break, 18h renovação de votos
Palestrante: Pr Zaqueu Nery Medeiros Medeiros Pra Marlene Inacio Medeiros Inacio Medeiros
Cursos,
Seu casamento está em crise, ou que ajudar algum casal que esteja passando por sérios problemas de relacionamento? Este Curso pode ajudar.
Este Curso tem o objetivo de orientar e aconselhar os casais que estão passando por crises de relacionamento, principalmente aquelas geradas por brigas e discussões indesejadas e na maioria das vezes sem sentido. Este curso também é para todos aqueles que trabalham com aconselhamento para casais e ainda para os que por algum motivo desejam aprofundar este tema.
Maiores informação acesse o site,
http://www.ministerioamovc.com.br/
Pr Zaqueu Nery Medeiros Medeiros & Pra Marlene 

Quebrando Maldições na Família
TEXTO PARA LER: Malaquias 4.5*, 6*.
Introdução
Esse texto trata de uma questão de extrema importância no que diz respeito à maldições na família e como quebrá-las.
Está escrito que “...Ele converterá o coração dos pais aos filhos, e o coração dos filhos a seus pais...”. Para quê? ...para que a terra não seja ferida com maldição, diz o Senhor.
Se você é uma pessoa que diz: “Ah! Fulano de tal tem uma família que é um sonho! Quem me dera ter uma família também assim”.
Eu quero dizer: Louvado seja o Senhor, por que isto não constitui um sonho inatingível – esse é um sonho plenamente possível de ser alcançado, porque anjos de Deus trabalham em nosso favor e o próprio Deus tem prazer em tornar nossa família abençoada. Aleluia!
Mas o maior impedimento para Deus fazer isto por nós, não é o fato de termos algum problema com nossa família; de estarmos passando por uma dificuldade em casa ou enfrentando uma crise na família.
O maior obstáculo para Deus fazer um milagre na vida de uma pessoa é ela fingir que vai tudo bem e não buscar ajuda; é ela estar com um problema e levar a vida como se o problema não existisse.
De modo geral as pessoas não param para pensar no seu relacionamento dentro de casa – mas somente somos felizes, se somos felizes dentro de casa.
Alguns Pais, talvez pensem, que para ser felizes, devem procurar a igreja... devem fugir dos problemas de casa e encontrar refúgio na igreja...
Nós devemos vir à igreja, sim, mas para adorar a Deus. Igreja não é lugar de fuga dos problemas de casa; igreja não é lugar de fuga do casamento conturbado, do filho malcriado ou dos pais incompreensíveis... igreja é lugar de adoração, é lugar de libertação, mas não de fuga.
Mas muitos vêem a igreja como o lugar de escape, como o lugar onde encontrar a felicidade. Então, investem tudo na igreja ao invés de investir na família.
Sabe, isto está errado. A Bíblia diz que “...se alguém não tem cuidado dos seus, e especialmente dos da própria casa, tem negado a fé e é pior do que o descrente” (1Tm 5.8). Aquele que descuida dos seus não é igual aos incrédulos; é pior.
Diga depois de mim: Eu só serei feliz - se eu for feliz - com Deus - e depois - dentro de casa.
Em São Paulo, fulano matou o pai e a mãe. No Rio de Janeiro, sicrano também matou seu pai e sua mãe.
Histórias desse tipo, que aparecem aos milhares (e muitos nem chegam a ser noticiados na televisão), não deixam dúvida de que a família está sob maldição.
Mata-se em nome da honra, trai-se em nome do amor... o respeito acabou.
A Bíblia também registra histórias de doer o coração.
O sacerdote Eli perdeu os dois filhos, e por causa deles perdeu a vida.
O rei Davi teve todo tipo de desgosto que um pai pode ter com os filhos.
O profeta Samuel ouviu uma das piores coisas que um homem pode ouvir no fim da vida
E muitos outros deixaram um saldo negativo no que diz respeito a sua família... mas amado, tomemos esta decisão: A história da nossa família vai ser diferente, em nome de Jesus!
É vergonha a gente ter problema? Não. Vergonha é a gente passar uma luta com um filho e não lutar pela transformação dele, não pedir um conselho, não buscar a orientação de Deus...
Vergonha é o pai e a mãe, o marido e a mulher, tomar a atitude que Adão e Eva tomaram... vergonha é um filho tomar a atitude que Caim tomou.
Que a história de Adão e Eva nos sirva de alerta.
Nós não podemos nos iludir. Se Satanás atacou a primeira família da terra, por que pouparia a nossa? Se o primeiro pai enfrentou problemas com os filhos, que dizer de nós?
Queridos Pais, esse texto de Malaquias diz claramente que o desejo de Deus é poupar a terra de maldição.
Mas para tanto é preciso que: o coração dos pais se converta aos filhos, e que o coração dos filhos se converta aos pais.
A maldição na família é quebrada quando nos propusemos preencher essas duas condições de Deus.
Quem é pai ou mãe, precisa ter o coração convertido aos seus filhos. Isto é, precisa ter o coração voltado para os seus filhos.
Quando se tem um bebê em casa, todas as atenções dos pais se voltam para ele. Abraçam, beijam, fazem cosquinhas na barriguinha dele, pegam no colo... Depois, aos dois aninhos, brincam de cavalinho, colocam no ombro... enfim, é o centro das atenções.
Mas depois, chega a hora da criança ir para a escola e, porque já está grandinha, deixa de receber aquelas atenções, deixa de ter a presença do pai e da mãe... e aí, sai para o mundo em busca da amizade e da atenção que não recebeu em casa.
E por que isso acontece? Porque nós pais, paramos de brincar com nossos filhos, de beijar nossos filhos, de abraçar nossos filhos.
Você sabia que a idéia que os filhos fazem de Deus é a que nós, pais, passamos para eles? Se o pai ou a mãe é ausente, o filho pensa em Deus como ausente.
É isso que está acontecendo em nosso lar?
Como estão os filhos que segurávamos no colo, que acariciávamos? Cresceram, e agora só são tratados a pontapés?
Esse é o rumo que Deus não quer que nossa família tome. Por isso Ele diz: “Pais, voltem o coração para os seus filhos”.
Que essa Reflexão mude nossos conceitos e atitudes diantes de nossa Família, oremos por nossa Família, vamos pagar um preço de oração por ela, e assim Deus nos livrará das maldições Hereditárias
Próxima Semana estaremos fazendo um estudo de Maldições Hereditárias no Momento Lar Harmonioso! Até lá então!
(Alguns Trechos do site Família e outra parte por: SIMARA BATISTA)
CUIDE DE SEUS FILHOS, OU O MUNDO VIRTUAL OS TRANSFORMARÁ EM ZUMBI!💁👶👦👧📱💻
A Geração de hoje tem sido muito deturpada. Hoje em dia os pais pra se livrarem dos filhos, colocam eletrônicos nas suas vidas, o que por sinal, transformam seus filhos em zumbi dentro de casa, sua infância alegre e cheia de vida, se transformam em vidas prisioneiras das coisas virtual. Não deixe seus filhos assim, salve seus filhos dessa prisão! Saiam com eles, levem pra andar de bicicleta, vão ao zoológico, façam eles conhecerem o que tem de melhor ainda na sua infância. Se querem ter filhos adultos saudáveis, precisam desde pequeno cuidar de sua vida intelectual e emocional.
Pensem nisso voltem as suas origem, quando não existia esses tipos de eletrônicos, como tablete, celular e computador. Antes tinha brincadeira de pega- pega, esconde-esconde, bonecas, brincar de casinha, e andar de bicicleta na praça, isso sim é uma infância verdadeira e saudáveis para nossos filhos, vamos recordar e brincar com eles. Vale a pena investir seu tempo com seu filho, vai ser bom pra você e pra ele mais ainda.
Deus te deu essa grande herança, um dia Ele vai nos cobrar o que fizemos de nossa herança.
Por: Simara Batista.
Ministério Amo Você
Site Oficial Ministério Amovc O Ministério que acredita em seu casamento. Acesse, curta e compartilhe!
http://www.ministerioamovc.com.br/
Pr Zaqueu Medeiros & Pra. Marlene Medeiros.
PERDÃO NA FAMÍLIA
Pronto. Acabei tudo com ela.
Não foi uma noite. Mas dez anos, de luta, frustração, aferroado de ira vivida dia a dia.
Aquele marido iria dar um basta.
No começo foi tudo tão bonito. A proximidade do namoro, o interesse mútuo, a alegria com o nascimento do primeiro filho.
Então chegou o dia em que ela não quis falar, surgiu uma camada impermeável, uma distância invencível.
Estavam juntos em casa, mas a existência vazia. Só irritação, desprezo, e falta de perdão, um clima denso de hostilidade.
"É claro que vou perdoar-lhe, mas antes o outro vai pagar um pouco o erro cometido, ainda não é o momento". Assim ambos pensavam, e o silêncio e apatia surgiram, se estendendo por dias, semanas e meses.
Esta situação é mais comum do que pensamos. Maridos e esposas tem por vezes a convicção de que a pessoa que se comportou mal tem de pagar por seus erros.
A forma como são cobrados tais erros tornam a segunda situação pior que a primeira.
E os filhos ficam assistindo passivos, sofrendo com as atitudes mútuas das duas pessoas que eles mais amam e que deveriam se amar.
O mesmo ocorre quando as relações entre muitos pais e filhos são abaladas. Ficam silenciosos desprezando uns aos outros.
Aquele lugar onde o perdão precisa ser mais praticado, torna-se num campo de batalha, onde palavras que nunca deveriam ser ditas e atitudes e ações nocivas, que jamais poderiam ocorrer, marcam o cotidiano de milhares de famílias.
O que fazer?
O primeiro passo é reconhecer que onde existem duas ou mais pessoas, como é o caso de uma família, fatalmente os conflitos surgirão.
Temos uma experiência de vida diferente uns dos outros e nos unimos todos debaixo do mesmo teto, ocorrendo cotidianamente escolhas próprias conforme o gosto pessoal e a maneira de ver as coisas.
O passo seguinte então é descartar o mito que os casamentos e consequentemente as famílias felizes não têm conflitos e disputas de opinião.
Tomemos alguns exemplos:
- Marido e esposa no supermercado escolhem um mesmo produto, mas de marcas e preços diferentes.
- O marido quer assistir ao futebol, a esposa quer ver um filme e os filhos querem assistir desenhos animados, ou brincar lá fora com os pais.
A esposa quer sair para passear, já o esposo prefere ficar em casa, pois
ficou fora a semana toda.
Assim poderíamos citar centenas de situações, que agora nos parecem muito simples, mas que no momento podem gerar tensões que tiram a paz e a alegria do convívio familiar.

Quem perdoa não valoriza a ofensa, mas o outro.
Quem perdoa não senta no túmulo das lembranças desagradáveis.
Quem perdoa aceita outro como ele é, embora não concorde com suas atitudes negativas.
Ninguém é tão mal que Deus não o ame.
Ninguém está excluído do perdão de Deus, a menos que se exclua.
Todos temos valor, pois Jesus morreu por nós.
Se você deixa de dar o perdão até que o ofensor o mereça, nada feito. Isso não é perdão.
Perdoe imediatamente.
Ore a Deus e perdoe quando sentir a primeira mágoa, antes que seja dominado pela amargura.
O tempo passa rápido, não desperdice com amargura, custa menos perdoar do que manter viva a mágoa.
Não espere o outro lhe pedir perdão, faça como Deus, ofereça.
O perdão é uma experiência contínua, diária, constante, enquanto existir imperfeição precisamos perdoar e ser perdoados.
O que passou, passou ao passado nada pode mudá-lo, porém o seu significado pode ser mudado.
Perdoe e seja feliz.